16 de setembro de 2010

Tiyoko Tomikawa


Quem a conhece, sabe. Estudar tear com a Tiyoko é mais do que o aprendizado cuidadoso de inúmeras técnicas. Ela vai mais fundo, pois atou os fios de sua própria vida ao tear. Responsável pela oficina de Arte Têxtil do Sesc Pompéia, há 24 anos ela compartilha o conhecimento altamente qualificado que possui com qualquer um que queira entrar para o clube dos que tecem.  Já presenciei a Tiyoko ensinando soumak duplo e técnicas de kilim a pessoas leigas numa megafeira em São Paulo, ou o urdimento do tear pente-liço num banco de jardim... Ela oferece a cada um segundo o seu interesse e a todos atende com igual presteza. Há aqueles que a procuram para aprender a fazer xales e mantas para bebês, jogos americanos, tapetes e peças utilitárias. Há os interessados nas possibilidades infinitas de padronagem no tear de pedal. Há também aqueles que querem aprender a técnica minuciosa do gobelin para tapeçaria artística. Ela não sonega informação. Até as detentas do presídio feminino puderam aprender a tramar e a urdir algo mais concreto do que vinganças desesperadas ou esperanças débeis projetadas num futuro incerto.
Importa pouco a motivação de cada um,  vale mais a satisfação pessoal que cada qual obtém com a confecção de um têxtil nascido da interação entre expectativa e domínio técnico. É bonito de se ver, brotar das mãos um artefato feito de persistência e engenho.
Entre as alunas, brincávamos que algumas de nós tinham shoyo na veia. Na verdade, muitas tinham. Literalmente. Mário, Hissae, Keiko, Mioko, Harumi, Maria, Darci, Liliam, Renata, Emy, João, Cléo, Paula, Ritinha, Rosa, Audrey, Sueli, Marilena, Sandra, Suzana, Serjão. Pessoas com as quais topei na minha época. Há muitas mais.
Quase tudo que sei de tear aprendi com ela. Falta agora aliar a técnica à criatividade que cada um deve buscar dentro de si para trilhar o seu próprio caminho têxtil. Sei que a Mestra aprova.

Meus panos de aprendizado do tear artístico

3 comentários:

henriqueschucman disse...

A Tiyoko vem sendo uma referencia no ensino e propagação das técnicas texteis e tenho grande orgulho em ser seu amigo. Estar com a Tiyoko é aprender a tirar leite das pedras, a melhorar tudo, a desfrutar das delícias de uma comida bem preparada e sentir o que é viver com segurança, amparo e certo que podemos confiar no ser humano. A Tiyoko é o antídoto contra a decepção que as vezes sentimos em relação a nossa espécie. A Tiyoko é adorável simplesmente e simplesmente adorável !

Liliam Barboza disse...

Tiyoko, o que poderei falar de "Ti"?
Grande amiga, sábia, inteligente, lucida, profissional, criativa...
No textil é uma explosão de conhecimento.
Grande mestra, ensinar está no seu sangue.
Adora desafios, sendo seus maiores; os alunos com difículdades.
Na sua aula me enriqueci textilmente e fiz grandes amizades e estou urdindo meu caminho textil.

Bjs
Liliam Barboza

Emy Brito disse...

Ai que saudades de vocês todas. Qualquer hora eu vou até o SESC visitar Tyioko e saber notícias de vocês. Beijos saudosos da Emy.